segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Petição para Rádio Itatiaia voltar a transmitir em Ondas Curtas




Diante do fim das transmissões da Rádio Itatiaia de Minas Gerais em Onda Curta, o Radioescuta, Dexista e Radioamador Luiz Augusto usa a rede social e a internet, e promove uma petição que pede aos amigos rádioescutas e dexistas que assinem a petição, pois é de grande importância para que a Rádio Itatiaia volte ao ar.
Copie o link e cole na URL de seu pc ou navegador.  Segue o link para assinar a petição:  
https://secure.avaaz.org/po/petition/Radio_Itatiaia_de_Belo_Horizonte_Retorno_das_transmissoes_em_Ondas_Curtas/?cBsSxgb

Objetivo da Petição: As ondas curtas são o melhor veículo para que as emissoras possam atingir os mais longínquos rincões, sobretudo onde a conexão de internet é deficiente ou mesmo ausente. A rádio Itatiaia desligou há algum tempo o seu transmissor na frequência de 5970khz, só transmitindo em Ondas médias, Internet. Que ative os 5970Khz novamente. 



domingo, 12 de fevereiro de 2017

Dia Mundial do Rádio 2017, 13 de Fevereiro

O Dia Mundial do Rádio é celebrado anualmente no dia 13 de fevereiro. O Dia foi proclamado pela Assembleia Geral da UNESCO em 2011. O tema para a edição do Dia Mundial do Rádio de 2017 é “O rádio é você!”, um chamado por maior participação das audiências e comunidades nas políticas e planejamento da radiodifusão. Mais do que simples interações ao vivo, a participação pública inclui mecanismos como políticas de engajamento da audiência, editores públicos, fóruns de ouvintes e procedimentos para a resolução de queixas. “Em uma época onde muitos estão apontando para uma ruptura na discussão civil produtiva, e quando a própria ideia de verdade está cada vez mais sendo questionada, o rádio está em uma posição privilegiada para unir as comunidades e promover um diálogo positivo pela mudança”, afirmou Tim Francis, especialista de programa da UNESCO para Desenvolvimento Midiático e Sociedade. “Ele tem o poder de nos tirar das nossas bolhas midiáticas de pessoas com a mesma opinião e nos faz lembrar da importância de ouvir uns aos outros novamente”.

 site oficial do Dia Mundial do Rádio já está online e todas as organizações estão convidadas a se inscreverem para registrar seus eventos e transmissões especiais no mapa mundi do site, bem como acessar conteúdos e recursos exclusivos sobre como podem trazer ouvintes para o centro do rádio.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Em 2016, o tema da UNESCO para o Dia Mundial do Rádio foi “O rádio em situações de emergência e desastre”. O rádio continua a ser o meio de comunicação que alcança maior audiência mundial e com a maior rapidez possível. 

Com as celebrações do Dia Mundial do Rádio em todo o mundo, a UNESCO promove o rádio em situações de emergência e desastre, e apresenta as seguintes mensagens:

A liberdade de expressão e a segurança de jornalistas devem ser à prova de desastres.
O rádio empodera os sobreviventes e as pessoas vulneráveis, cujo direito à privacidade deve ser respeitado.
O rádio tem impacto social e fornece acesso à informação. O direito das pessoas à informação deve ser protegido, mesmo em situações de emergência e desastre.
O rádio salva vidas.
A acessibilidade imediata às frequências de rádio é essencial para salvar vidas. Essas frequências devem ser protegidas, pois ficam disponíveis em situações de emergência.

Em 13 de fevereiro, as emissoras internacionais transmitirão ao vivo no site da UNESCO dedicado ao Dia Mundial do Rádio (www.worldradioday.org).

O Dia Mundial do Rádio será celebrado em todo o mundo por meio de Comissões Nacionais e Representações da UNESCO, além de organizações parceiras. A UNESCO também fornecerá artigos e mensagens de áudio e de vídeo relacionados ao tema, preparados por líderes, celebridades e embaixadores da boa vontade da UNESCO, para serem utilizados por emissoras no Dia Mundial do Rádio. Esse material será livre de direitos autorais.

A UNESCO convida todos os países a celebrarem o Dia Mundial do Rádio ao planejarem atividades em parceria com emissoras regionais, nacionais e internacionais, além de organizações não governamentais, autoridades nacionais, a mídia e o público em geral.

FONTE: http://www.unesco.org

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Rádio Tabajara AM de João Pessoa/PB completa 80 anos neste dia 25 de Janeiro de 2017

A Rádio Tabajara AM 1.110 Khz, a emissora pioneira da Paraíba, completa, nesta quarta-feira (25), 80 anos de fundação. Inaugurada em 25 de janeiro de 1937, a rádio do Governo do Estado é a 64ª emissora mais antiga do País. São oito décadas de radiodifusão no trinômio música, esporte e notícia. Para comemorar a data, será oferecido um café da manhã aos funcionários, mas na programação de aniversário está prevista a inauguração do Memorial do Rádio Paraibano e a rampa de acessibilidade ao prédio onde a emissora está instalada, na Avenida Pedro II.

Origem – A Tabajara foi fundada pelo governador Argemiro Figueiredo e sua sede original funcionou na Rua Rodrigues de Aquino com Praça João Pessoa, de 1937 até meados da década de 1980. Por alguns anos, a rádio se instalou em um endereço na Avenida João Machado e em 9 de agosto de 1985 o governador Wilson Braga inaugurou a sede atual no Corredor da Pedro II, nas imediações da sede do Ibama.

Na chamada época de ouro do rádio – décadas de 1940 a 1960 – as emissoras tinham auditórios onde o público comparecia e assistia programas ao vivo com atrações artísticas nacionais e internacionais. No palco da antiga PRI-4 cantaram Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Ângela Maria, Cauby Peixoto, Nelson Gonçalves, Augusto Calheiros, Dalva de Oliveira, Carlos Galhardo, Vicente Celestino, Orlando Silva, a internacional Orquestra de Tommy Dorsey, o cantor mexicano Bievenido Grande, dentre outros nomes da música brasileira e estrangeira.


O comentarista esportivo Ivan Bezerra, 85 anos de idade, ingressou na Tabajara em 1952, portanto está no emissora há 65 anos, um recorde nacional, talvez até mundial. Dos ícones dos anos 1970 estão em plena atividade na rádio os radialistas Airton José, o “Bolinha”, Jadir Camargo, que também é cantor, e Sérgio de Andrade.

No decorrer desses 80 anos, muitos profissionais marcaram seus nomes na radiofonia paraibana em diferentes épocas, a exemplo dos locutores Jonildo Cavalcanti, Carlos Antonio, Geraldo Cavalcanti, Paulo Rosendo, Eudes Moacir Toscano, Ernani Norat, Lenilson Guedes, Nakamura Black, Assis Mangueira, Ana Paula, Claudete Andrade, Germano Barbosa, João de Souza, Adamastor Chaves. Os irmãos Ipojuca e Paulo Pontes atuaram nos anos 1960 como produtores de programas.

Por oito anos, a Orquestra Tabajara, sob a regência do maestro Severino Araújo foi sucesso de audiência em programas ao vivo. Durante 30 anos o poeta repentista Otacílio Batista cantou e encantou com seu repente ao som da viola.

Em geral, os governadores nomeiam jornalistas para dirigir a Tabajara. Por sua direção já passaram Abelardo Jurema, Carlos Romero, Adalberto Barreto, Antonio Barreto Neto, Biu Ramos, Petrônio Souto, Paulo Santos, Carlos Aranha, Gilson Souto Maior, Genésio de Souza, além do cineasta Linduarte Noronha.

Em agosto de 1999, foi inaugurada a Rádio Tabajara FM 105.5.

Além da música, esporte e notícia, aos sábados, a partir das 19 h, a Rádio Tabajara transmite a missa da Igreja de Lourdes, localizada na Avenida João Machado, 51, centro de João Pessoa. Esse ano a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes decidiu homenagear a rádio nos seus 80 anos com a celebração de uma Missa em Ação de Graças. De acordo Uzileide Dionísio Torres, integrante da Pastoral da Liturgia da Igreja de Lourdes, as missas dos sábados à noite são transmitidas pela Rádio Tabajara desde 1974 e com isto a emissora contribui com a missão evangelizadora da Igreja por meio de suas ondas hertzianas. Muitas pessoas de vários municípios acompanham as missas ouvindo a Tabajara e até ligam para a paróquia. O atual pároco da Igreja de Lourdes é o Padre Valderedo.

Os 80 anos em livro – Ainda dentro das comemorações dos 80 anos da rádio oficial o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Comunicação Institucional e Editora A União, lançará, em maio, a coletânea “Rádio Tabajara, Patrimônio Cultural da Paraíba”. A obra idealizada e organizada pelo jornalista Josélio Carneiro, que é repórter da Tabajara desde 1989 e está à disposição da Secom-PB, a partir de 1995, está em fase de diagramação.

O livro contém em 150 páginas dezenas de depoimentos e entrevistas ilustradas por mais de 100 fotografias – muitas inéditas. O texto de apresentação da obra é do secretário Luis Tôrres. O jornalista Nakamura Black assina o prefácio e a revisão.  O deputado Hervázio Bezerra é autor de um projeto de lei que objetiva oficializar o título de Patrimônio Cultural da Paraíba à Rádio Tabajara.

Divisor de águas  – “Administrar a Rádio Tabajara foi e é um divisor de águas em minha vida, tanto na vida pessoal como na vida profissional, porque houve uma evolução muito grande. Ser radialista e chegar ao posto de administração das duas emissoras estatais e mais que isso, a primeira emissora do Estado e uma das mais antigas do país, portanto, histórica. A Rádio Tabajara é a trilha sonora de cada um de nós paraibanos, seja na notícia, no esporte na boa música”, pontuou a superintendente da emissora, Maria Eduarda Santos.

Radialista nascida na cidade de Araruna, Maria Eduarda destaca que “pela primeira vez a rádio é superavitária. Eu sou a primeira gestora a passar tanto tempo, já são seis anos. Sou grata a todos porque ninguém faz nada sozinho. Sou grata aos meus antecessores na gestão. Cada um deles deixou um pouco da história. A vida é feita de ciclos. Hoje eu tenho a impressão de que fiz a minha parte, cumpri a minha missão”.

Fonte: SECOM/PB

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Rádio Curimataú de Nova Cruz/RN está em teste pela migração em FM

Rádio Curimataú FM de Nova Cruz/RN
A Rádio Curimataú de Nova Cruz/RN é a primeira na região do Agreste do RN a opera em FM, emissora que operava em AM-Amplitude Modulada em Onda Média 1530Khz está no ar em FM- Freqüência Modulada em 103,5Mhz. Por enquanto está operando nas freqüência depois de um tempo apenas será ouvida em FM.


Neste domingo 15 de Janeiro de 2017 a emissora entrou em teste em FM 103,5Mhz, emissora da CLASSE C 300W. Pela expectativa de abrangência está sendo como o esperado. Ainda segundo informações, a equipe da rádio está feliz pela mudança que acontece após 33 anos de rádio. Anuncia na programação que em breve a radio terá nova plástica na programação.




Torre da Rádio Curimataú FM



























Vídeo abaixo recepção em Duas Estradas/PB em 16/01/2017:


terça-feira, 20 de dezembro de 2016

MPF pede cancelamento de concessão da TV Tropical, Rádio Curimataú de Nova Cruz e outras 4 no RN


O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) ajuizou uma ação civil púbica contra a União, TV Tropical, Rádio Libertadora Mossoroense e outras quatro rádios com o objetivo de obter o cancelamento da concessão do serviço de radiodifusão sonora ou de som e imagens. O MPF sustenta que fere a Constituição Federal o fato de o senador José Agripino Maia e o filho dele, deputado federal Felipe Catalão Maia, figurarem como sócios dessas empresas.

A ação civil pública é resultado de dois inquéritos civis que foram instaurados a partir de denúncias de possível violação aos preceitos constitucionais decorrentes da figuração de titulares de mandato eletivo no quadro societário de pessoas jurídicas que detêm a outorga para explorar o serviço de radiodifusão.

Durante o trâmite dos inquéritos, o MPF apurou que tanto a TV Tropical como a Rádio Libertadora Mossoroense – e as outas quatro rádios -, autorizadas a explorar o serviço de radiodifusão no estado, têm entre seus sócios José Agripino (senador desde 1995) e Felipe Maia (deputado federal desde 2007).

De acordo com ação, o serviço de radiodifusão constitui importante veículo de comunicação, sendo a adequada execução essencial para concretizar diversos preceitos fundamentais. O procurador da República Rodrigo Telles, que assina a ação, destaca que a liberdade de expressão, o direito à informação, a proteção da normalidade e legitimidade das eleições, do exercício do mandato eletivo e os demais preceitos fundamentais decorrentes do princípio democrático precisam ser preservados.
“Tais preceitos, em sua dimensão objetiva, são desrespeitados quando o serviço de radiodifusão não é prestado de forma adequada, situação que ocorre quando titulares de mandato eletivo figuram como sócios ou associados de pessoas jurídicas que exploram referido serviço. O potencial risco de que essas pessoas utilizem-se do serviço de radiodifusão para a defesa de seus interesses ou de terceiros, em prejuízo da escorreita transmissão de informações, constitui grave afronta à Constituição brasileira”, destaca trecho da ação.

Para o MPF, ao proibir que deputados e senadores firmem ou mantenham contrato com empresa concessionária de serviço público, o artigo 54, inciso I, alínea “a”, da Constituição, veda que parlamentares sejam sócios ou associados de pessoas jurídicas concessionárias do serviço público de radiodifusão. “E, assim o é em razão de seu potencial (da radiofusão) de funcionar também e, no mais das vezes, preponderadamente, como órgão de imprensa, impondo-se assim que a vedação incida inevitavelmente em face das empresas concessionárias que detenham em seus quadros sociais deputados e senadores”.

Na ação, o MPF pede o cancelamento da concessão, permissão e/ou autorização do serviço de radiodifusão sonora e de som e imagem outorgado à TV tropical, Rádio Libertadora Mossoroense, Rádio Ouro Branco, Alagamar Rádio Sociedade Ltda., Rádio Curimataú de Nova Cruz Ltda. e Rádio A Voz do Seridó.

Além disso, pede que a União, por intermédio do Ministério das Comunicações, seja condenada a realizar nova licitação para os serviços de radiodifusão outorgadas às rés e a se abster de conceder renovações ou futuras outorgas do serviço de radiodifusão às rés ou a outras pessoas jurídicas das quais José Agripino e Felipe Maia sejam ou venham a ser sócios, enquanto titulares de mandato eletivo.

Após o recebimento da ação (protocolada sob o número 0812074-38.2016.4.05.8400) pela Justiça Federal, José Agripino e Felipe Maia serão citados para apresentar contestação.

MPF-RN

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Rádio Cidade de Sumé é a primeira AM a migrar para FM na Paraíba

Novo estúdio
O Ministério das Comunicações liberou a migração da primeira emissora em Amplitude Modulada (AM) para Frequência Modulada (FM) da Paraíba que vai ao ar. Trata-se da Rádio Cidade de Sumé (1.270 Khz), uma empresa do Grupo Batinga Chaves, o qual também é detentor da concessão da Rádio Cidade de Cuité (89,1 Mhz). Com a migração, a emissora passa a operar em 95,7 Mhz.

“Não poderia deixar de participar de mais um momento tão importante dessa emissora que fez e faz parte da história da cidade e também da minha história”, afirmou Beto Batinga em participação na transmissão.

Nas redes sociais, a diretora da emissora, a radialista Jacqueline Oliveira, comemorou a decisão. “Agora é pra valer. A 95 FM está autorizada. Vamos migrar. A alegria é sem tamanho. Somos a primeira rádio AM da Paraíba que migra para FM”, escreveu.

A emissora, localizada no Cariri paraibano, na cidade de Sumé, está há 25 anos no ar. Sua grande marca é o jornalismo independente e imparcial. A credibilidade é tanta que para muitos o fato só é real se for noticiado pela Rádio Cidade. A voz mais popular da emissora é a da radialista Jacqueline Oliveira, uma das primeiras profissionais a falar ao Cariri pelas ondas da 1.270 AM.

Carlos Rocha - Polêmica Paraíba

Rádio Itatiaia não voltará a transmitir em ondas curtas

- Desde Unaí (MG), Uender Marques informa que a Rádio Itatiaia, de Belo Horizonte (MG), não irá mais transmitir em ondas curtas. Ele destaca que entrou em contato com o diretor-presidente da emissora, Emanuel Carneiro, e que o mesmo informou que a Itatiaia desistiu das ondas curtas. Conforme Emanuel Carneiro, “quase ninguém mais escuta ondas curtas nos dias atuais e também há uma dificuldade em conseguir aparelhos de rádio com esta faixa de radiodifusão”. Lástima!

- Ainda de acordo com o Uender Marques, a direção técnica da Rádio Inconfidência, de Belo Horizonte (MG), informa que a emissora voltou a transmitir em 19 metros. A estação mineira reativou a frequência de 15190 kHz no último dia 13 de dezembro. A emissora necessita de relatos de sintonia desta sua frequência!

- Recordamos que a partir de 2017, a BBC de Londres irá aumentar suas emissões em ondas curtas. Uma transmissão que será colocada no ar será em coreano.

- E a frequência de 5965 kHz, que a Rádio Transmundial utiliza nas madrugadas, foi monitorada em Jaureguiberry, no Uruguai, pelo Rodolfo Tizzi, por volta de 0700, no TU, com bom sinal.

- A emissora católica Rádio Canção Nova, de Cachoeira Paulista (SP), reativou sua frequência de 9675 kHz, em 31 metros. A emissora foi captada, novamente, em 13 de dezembro, em São José, na Paraíba, pelo Lenildo da Silva. No entanto, nos dois dias seguintes o sinal da emissora não apareceu na Paraíba, o que indica, no entender do Lenildo, que a estação católica está testando seus transmissores de ondas curtas. De acordo com ele, a Canção Nova estava fora do ar neste canal de ondas curtas há cerca de quatro anos!

http://romais.jor.br